Notícias

Equipes do Rally Universitário finalizam a maratona de realizar um curta-metragem

25 estudantes de seis países estão no Rally. Foto Daniel Guillamet
25 estudantes de seis países estão no Rally. Foto Daniel Guillamet

O desafio de produzir um curta-metragem durante 100 horas consecutivas no Rally Universitário Floripa no FAM 2019 está nos seus momentos finais. Os participantes de cinco equipes viraram a noite desta segunda para terça na finalização dos filmes, no Museu da Escola Catarinense. São ao todo 25 estudantes de seis países.

Martin Lopez, de Oberá, na Argentina, que vem ao Rally pela segunda vez, é o diretor da equipe 5. O curta foi filmado em locações como a ponte Hercílio Luz e um condomínio em São José. “Estávamos no primeiro corte, mas a história não estava dando certo, ficamos procurando formas de conectar a história, tiramos parte do que gravamos com muito trabalho, mudamos planos, mas acho que chegamos a um resultado, estamos cansados mas felizes”, diz.

A equipe 2 finalizava os créditos enquanto ainda faltava parte da edição de som, a trilha sonora e as legendas. “Todos viraram a noite, intercalamos para dormir uma ou duas horas, para voltar e finalizar o corte final”, conta Reynerio Spinoza, de Honduras. “Fizemos um corte e mostramos ao tutor Ivan, que deu dicas, concordamos e fomos ajustando”, diz Laura Azambuja, que é de Florianópolis. O curta foi gravado em locações como o Café do Museu - Bistrô Antonieta, no Mesc, e no hostel em que pessoas da equipe estão hospedadas.

“Para minha equipe o mais difícil foi o tempo muito limitado, as reuniões com tutores nos ajudaram muito para seguir uma linha narrativa e pensar em coisas que não tínhamos pensado. É diferente fazer um roteiro e depois gravar em pouco tempo, a montagem é ainda outra coisa”, conta Juan Pablo Guardia, da Bolívia, que já participou e venceu o Santa Cruz 100x100, rally semelhante no festival boliviano Fenavid. Sua equipe já havia feito a correção de cor e faltavam apenas os créditos finais.

Todos os cinco filmes produzidos serão exibidos na cerimônia de premiação, nesta quarta no Teatro Álvaro de Carvalho e será escolhido o melhor curta.

O 23º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o investimento do BRDE, FSA, Ancine, com realização da Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.
 

Similar posts




Parceiros