Notícias

Público avalia no FAM filmes que ainda não estão prontos

Foto Sabrina Nicolazzi
Foto Sabrina Nicolazzi

O Instituto Boca a Boca, parceiro da Mostra WIP (Work in Progress), está conduzindo uma pesquisa de recepção do público após as sessões. São seis filmes ainda em finalização na mostra, participantes do 3º Encontro de Coprodução do Mercosul no FAM 2019.

Neste domingo, o Boca a Boca apresentou sua metodologia numa palestra no ECM, com Eric Mardoche e Claudia Sanches. Única empresa de pesquisa dedicada exclusivamente ao audiovisual, desde 2005 analisa como filmes e séries são recebidos pelo público.

A análise qualitativa pode ser feita já a partir do roteiro, com grupos focais formados por um público selecionado, que vai rotineiramente e gosta de cinema. “Trata-se de saber se o que o roteirista queria dizer foi compreendido. Muitos projetos têm falhas no roteiro, e com ajustes a partir do retorno do público se economiza mais tarde na produção”, considera Mardoche.

Outra modalidade é o teste do primeiro corte, o que está acontecendo com os filmes da WIP. O público pode responder por exemplo sobre cenas que podem cortar porque estão redundantes, ou sobre o impacto do final do filme. “O final tem que ser surpreendente, conclusivo, mesmo que seja aberto, isso é fundamental para que as pessoas recomendem o filme a outras. Em mais da metade de nossas pesquisas, o final é o mais importante”, diz.

O público avalia também o trailer, o cartaz e até o slogan do filme em análises quantitativas, respondendo num aplicativo para celular. O resultado, com dados e gráficos, sai rapidamente, e dá ideia de como está indo a campanha publicitária do filme. Segundo ele, o trailer é responsável por trazer metade das pessoas às sessões, porque incita a curiosidade. Trailer e peças gráficas que não funcionam podem comprometer a produção.

As análises podem ser ainda mais aprofundadas, com teste de conhecimento do público sobre o conceito de um filme ou série, teste de recomendação ou de personagens preferidos, que fornecem pistas para saber o potencial de interesse em sequências ou outras temporadas de séries.

O 23º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o investimento do BRDE, FSA, Ancine, com realização da Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.

 

Similar posts




Parceiros