Notícias

Exibição de Toque de Melanina terá debate aberto ao público

A cantora Dandara Manoela, em cena do documentário
A cantora Dandara Manoela, em cena do documentário

Toque de Melanina – legado de resistência, documentário convidado do FAM 2019 que discute questões etnico-raciais na escola e o genocídio da população negra no Brasil, terá uma sessão gratuita seguida de debate no dia 30, às 18h30, no Museu da Escola Catarinense.

O filme de Renan Ramos Rocha e Maria Aparecida Rita Moreira foi realizado a partir de atividades do Grupo de Estudo Étnico-Racial Grupo Toque de Melanina, da Escola de Educação Básica Aderbal Ramos da Silva, de Florianópolis. A comunidade escolar e participantes de movimentos sociais falam no filme sobre a implementação da Lei 10.639, de 2003, que incluiu no currículo escolar a obrigatoriedade do tema História e Cultura Afro-Brasileira.

Maria Aparecida Rita Moreira é pós-doutora em Educação. Foi professora de educação básica em Santa Catarina, levou o debate das questões étnico-raciais para a escola, e também trabalhou na implementação da lei. Renan Rocha é graduado em comunicação social, e realizou, entre outros, os documentários Educação Básica e os Resíduos Sólidos na Escola e Agroecologia no Parque Estadual do Rio Vermelho.

Inscrições para a sessão e debate no Sympla.

O 23º Florianópolis Audiovisual Mercosul teve o investimento do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE, Fundo Setorial do Audiovisual - FSA, Agência Nacional do Cinema - Ancine, com realização da Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.




Parceiros