Notícias

Encontro de docentes discute conexão entre universidades e mercado

Apresentação de Marcelo Fujii sobre o Tecna. Foto: Daniel Guilhamet
Apresentação de Marcelo Fujii sobre o Tecna. Foto: Daniel Guilhamet

 O FAM sediou o primeiro Encontro de Docentes de Comunicação neste sábado, com a participação de professores das universidades catarinenses Unisul, UFSC, Unochapecó, da Universidade São Judas Tadeu (SP), da Escola de Cinema Darcy Ribeiro (RJ) e da Mistika Post, empresa de pós-produção. Marcelo Fujii, engenheiro responsável pelo projeto do Centro Tecnológico Audiovisual do RS - Tecna, na PUC do Rio Grande do Sul, em Viamão, fez uma apresentação do projeto, que é um modelo para integrar universidade e mercado.

 De acordo com Marilha Naccari, coordenadora de programação do FAM e também professora de Cinema na Unisul e Univali e Foz do Iguaçu, a proposta do encontro é fomentar a conexão de docência e mercado. “Um encontro como este permite criar formas viáveis para essa conexão, encontrar parceiros e desenvolver projetos em conjunto. Nossos alunos têm dificuldades em chegar a um bom nível no mercado, mesmo que tenham experiência em set desde a primeira fase”, disse. Citou o Rally Universitário no FAM como exemplo de experiência mais próxima ao que o aluno encontrará no mercado, já que no Rally cada equipe tem 100 horas para produzir um curta de até 5 minutos.

 Marcelo Fujii foi consultor para o projeto e execução do Tecna na PUC, que é considerado o mais moderno e equipado estúdio do Sul do país, com estrutura de produção e pós-produção de conteúdos digitais, espaço para empresas, centro de formação e laboratórios de pesquisa. Fujii tem como trabalhos anteriores o Centro Audiovisual de Paulínia, em São Paulo, e a Quanta, um dos maiores complexos de locação de estúdios e equipamentos para produções de cinema e TV.

 O Tecna possui mais 300m², laboratórios de edição, animação e feitos, aplicativos, games e realidade virtual, com foco em formação técnica e desenvolvimento de projetos. O projeto foi financiado por editais de comunicação e tecnologia, com contrapartida da PUC, e não editais culturais. “Estamos mudando no Brasil com a criação de espaços como esse, mais apropriados para ter um produto final com qualidade excelente”, observou.

 O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

 

Apoio