Notícias

Rally Universitário: adrenalina marca dia de gravações

Foto: Johnny Mallmann
Foto: Johnny Mallmann

 As histórias do Rally Universitário superam qualquer reality show: passar dias com pessoas que até então não conhecia, dormir pouco, produzir um filme em 100 horas, tentar dialogar em outro idioma que não domina... Uma experiência sem comparações.

As gravações externas começaram e com elas a adrenalina, que já era intensa, dominou os participantes do Rally. A equipe do estudante de Jornalismo da Unisul, Mateus Benhur, dormiu apenas duas horas. Ele contou que saíram para gravar às 11h30 de quinta-feira e retornaram somente às 4h de sexta. Teve problemas com o local da gravação, atrasos, vários imprevistos, mas afirma ter dado tudo certo no final.
Uma experiência que vai levar para as suas futuras produções, conta.

Já na equipe da estudante de Produção Audiovisual na Univali, Amanda Ouriques, o cronograma foi diferente. Preferiram ensaiar enquanto as outras gravavam. Uma escolha arriscada, mas que não se arrepende, afirma. Enquanto contava como foram as gravações, ela se preparava para passar a noite sem dormir. A madrugada será destinada à edição. O Rally ainda não acabou, mas já diz que faria tudo de novo. Em sua equipe todos se tornaram amigos.

A equipe de Kaliu Lazarotto, aluno de Produção Audiovisual na Unochapecó, saiu para gravar no meio-dia de quinta e só retornou às 3h de sexta. O tempo trouxe imprevistos, mas eles já estavam acostumados com isso. O estudante contou que foi “puxado” desde o primeiro dia. Em clima de Copa do Mundo ele definiu como “troca de figurinhas” o que está vivendo no Rally. Conseguiu trocar o que sabia com o que os outros tinham a ensinar, contou.

O Rally Universitário vai até domingo, quando os participantes vão exibir, se conseguirem, os filmes produzidos num prazo de 100 horas por cada equipe. Eles ganham um ano de pacote Adobe, essencial para edição de vídeos. O último ganhador do Rally viajou vários países exibindo sua produção. A premiação ocorre no dia 24, às 19h no Auditório Garapuvu do Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.
 

Apoio