Notícias

Alunos e profissionais da Unisul marcam presença no FAM com diferentes produções

Alunos da Unisul.  Foto: Daniel Guilhamet
Alunos da Unisul. Foto: Daniel Guilhamet

 Entre as diversas experiências que o 22º FAM reuniu, estão as atividades que os alunos do curso de Jornalismo e Publicidade da Unisul realizaram ao longo do evento, bem como a presença - pelo 17º ano consecutivo - do curso de Cinema, da mesma universidade, que durante o festival realoca todas as atividades para o Centro de Eventos da UFSC.

 Mara Salla, coordenadora do curso de Cinema da Unisul, conta que o mesmo nasceu dentro dos debates sobre a necessidade de formação em cinema em Santa Catarina, durante as primeiras edições do FAM. Além de mudar-se para o evento, alunos e ex-alunos do curso também participam com filmes nas mostras competitivas, inclusive neste ano um dos curtas, o “Flecha Dourada”, é de uma aluna graduada em cinema na Unisul, a Cíntia Domit Bittar. “Saí super emocionada do filme, com certeza vou dar um abraço nela e parabenizá-la”, comenta Salla.

 Já os atuais estudantes do curso de Cinema, podem participar com trabalhos de conclusão de curso. Neste ano dois TCCs foram contemplados, o “Atos”, de Beatriz Kestering Tramontin, e o “Par Perfeito”, de Débora Herling. Segundo a coordenadora, para o curso de Cinema da Unisul, o FAM é o evento externo mais importante, tanto que as aulas acontecem no local do evento. “Além dessa presença, no sábado vamos formalizar uma conversa muito importante para o setor, durante o Encontro de Docentes dos Cursos de Comunicação do Mercosul, porque vamos debater leis, produções e tudo o que envolve o setor”, afirma.

 Estreando na cobertura integral do FAM, o curso de Jornalismo e Publicidade da Unisul contou com alunos de diferentes fases que vieram ter a experiência de como é fazer uma cobertura jornalística em tempo real de evento. A coordenadora, Daniela Germann, afirma que este é o primeiro ano em que o curso participa do evento e, de acordo com ela, foi muito proveitoso, porque é uma oportunidade para os alunos colocarem em prática aquilo que eles estão aprendendo em sala de aula. “O FAM é um momento em que eles podem exercitar tanto o jornalismo quanto a publicidade e circular em um espaço que também é dessas áreas de conhecimento, o audiovisual”, complementa. A professora explica que atualmente o curso trabalha por linguagem e não mais com disciplinas específicas como o telejornalismo, o radiojornalismo e o jornalismo impresso, focando nas expressões sonoras e audiovisuais, então os alunos já têm familiaridade com o tema.

 Rodrigo Faust dos Santos de Oliveira, estudante de jornalismo da Unisul, está na terceira fase e confirma o que Daniela disse. “Estou gostando bastante, porque é uma experiência diferente das entrevistas que normalmente fazemos, não temos tempo de parar e editar com calma, temos que produzir, editar e já correr para a próxima, estou adorando essa loucura”, afirma.

 Ao todo, são 250 alunos do jornalismo e da publicidade e o rodízio entre as fases foi pensado para possibilitar que o máximo de estudantes tenha a oportunidade de ter essa experiência. Os futuros comunicadores se revezaram para alimentar a página deles no Facebook, a @comunicaunisul, de onde o FAM também compartilha algumas postagens. Posteriormente, o conteúdo vai para o site da Unisul. “Tomara que dê tudo certo e que possamos estar aqui novamente no 23º Florianópolis Audiovisual Mercosul”, finaliza a coordenadora.

 O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

 

Apoio