Notícias

Penúltimo dia do FAM 2018 exibe sessão totalmente acessível


 O penúltimo dia do 22º Florinaópolis Audiovisual Mercosul é no sábado, 23, e a programação conta com sessão de filme gratuito e acessivel em libras e audiodescrição. Ainda tem muito mais, Painel, Encontro de Docentes de Comunicação do Mercosul, Oficina, Videoclipe e muito filme.


 As evoluções das tecnologias no audiovisual deram espaço para a realidade virtual no cinema, esse é o tema que o engenheiro João Geraldo Arantes Rodrigues e o produtor Nicolas Merens vão falar às 10h no Painel que leva o nome de: “VR: A nova fronteira do cinema”.


 Às 11h o FAM vai dedicar um espaço para o Encontro de Docentes dos Cursos de Comunicação do Mercosul, a ideia é que o Encontro, que conta com a presença de Marcelo Fuji, auxilie a impulcionar e fortalecer a integração regional sul-americana no âmbito do ensino superior da Comunicação.


 Ao meio dia a Sessão Primeiro Plano da TV UFSC vai apresentar filmes de alunos da instituição na sala Goiabeira. A oficina do dia será às 14h coordenada por Silvina Obregon que vai falar sobre “A construção da continuidade em uma história audiovisual de ficção”.


 Os filmes do FAM iniciam às 14h30min com a Sessão RECAM apresentando Guarnieri, de Francisco Guarnieri. A produção será exibida com recursos de acessibilidade – audiodescrição para pessoas cegas e com baixa visão, legenda para surdos e ensurdecidos e janela de Libras – graças à premiação que o filme levou na Mostra Doc-FAM 2017, em que a RECAM – Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisual o premiou com os recursos destinados a fazer a acessibilidade do documentário. Guarnieri trata sobre a biografia de Gianfrancesco Guarnieri, que foi ator brasileiro de grande sucesso na televisão e teatro.


 O FAM também conta com “Congresso Brasileiro de Cinema (CBC) e Diálogos Regionais” às 15h com: Rojer Madruga, Assunção Hernandez, Pedro MC, Ana Fontes e Licia Brancher. Às 17h o assunto continua na reunião preparatória para o 9° Congresso Brasileiro de Cinema CBC com Rojer Madruga, Assunção Hernandez, Pedro MC, Ana Fontes, Licia Brancher e convidados.


 Às 16h30min “Desarquivando Alice Gonzaga” será o filme apresentado na Mostra Doc-FAM. O documentário de Betse de Paula revisita uma parte importante da história do cinema brasileiro através da vida e da obra de Alice Gonzaga, filha de Adhemar Gonzaga, cineasta sonhador que fundou a Cinédia, primeiro estúdio de cinema no Brasil.


 Depois da sessão inicia a performance de Severo Cruz que vai repetir às 20h30min. Os curtas começam às 19h e os que vão representar o Mercosul são: Torre, de Nádia Mangolini; Las Dos, de Emiliano Umpierrez; Intervenção e de Isaac Brum Souza; já os Catarinenses são: ATOS (título provisório), de Beatriz Kestering Tramontin e Severo Severino, de Kátia Klock e Marcos Martins.


 Os Videoclipes do dia serão Internet Strangers-Noche, de Gabriela Gagliardi e Essa Cidade Cheia de Heróis – Alpargatos de Bruno dos Anjos exibidos às 21h. Em seguida a noite será encerrada com o longa brasileiro Para Ter Onde Ir, de Jorane Castro, a narrativa gira em torno de três mulheres que seguem uma viagem para o Pará.

 O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

 

Apoio