Notícias

União e diferentes culturas marcam o Rally Universitário 2018

Participantes discutem o projeto
Participantes discutem o projeto

A adrenalina tomou conta do Rally Universitário. Com o prazo de 100 horas para produzir um curta, os participantes tentam conciliar o pouco tempo com as questões que surgem ao longo do desafio. O tema deste ano é “sou latinoamericano”. Sem espaço para timidez, eles se jogaram com tudo no desafio e apostam na interação.

Durante a palestra “Som” um dos palestrantes, Jussimar Teixeira, fez questão de destacar: “o curta produzido aqui é a cereja do bolo. O mais importante é a união”, ele já participou de várias edições do Rally.

Os membros das equipes são de vários países do Mercosul e com isso um novo idioma se tornou padrão durante a competição: o portunhol. Uma forma de eliminar, ou amenizar, a barreira da língua.

Apesar de terem pouco tempo, não falta espaço para a união e integração. A estudante de cinema, Giselle Royg, de 27 anos, representa a Universidad Columbia del Paraguay e aponta a integração com talentos de outros países como uma das principais oportunidades que o Rally proporciona. Ansiosa para concluir a competição, ela tem orgulho de ter uma grande torcida a mais de 1.200km de Florianópolis: seus colegas paraguaios em na capital Assunção.

Os participantes brasileiros também aprovam a experiência multicultural que o evento proporciona. O estudante de jornalismo e apaixonado por cinema, Mateus Benhur, de 22 anos, representa a Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e considera a troca de culturas e ideias como a maior herança do Rally Universitário. Já ansioso e em meio a correria, ele conta: “produzi um curta em seis meses, esse vamos produzir em quatro dias!”.

As produções das cinco equipes participantes serão exibidas no próximo domingo, 24, às 19h, no auditório Garapuvu. A equipe vencedora vai ganhar um ano de pacote Adobe para cada integrante, essencial na edição de vídeos.

O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

 

Apoio