Notícias

Longa Açúcar discute oligarquias e preconceito no Brasil


Açúcar é o filme da abertura da Mostra de Longas Mercosul do 22º FAM, nesta terça, às 21 horas, após a abertura oficial, que começa às 18h30 e das sessões de Curtas Mercosul, Curtas Catarinense e Videoclipe. É a segunda vez que um filme dos diretores e roteiristas Renata Pinheiro e Sergio Oliveira abre o festival. Em 2014, o FAM iniciou com Amor, plástico e barulho.

Em Açúcar, Bethânia Wanderley (Maeve Jinkings), herdeira de um antigo engenho de cana-de-açúcar em declínio, recusa-se a vender suas terras e entender a própria história. Ela retorna à propriedade na área rural da Zona da Mata pernambuca (região com muitos engenhos em ruínas, instalados ainda no século XVI), para impedir que os antigos trabalhadores do canavial tomem conta das terras.

Bethânia entra em conflito com o líder da associação de trabalhadores, Zé (José Maria Alvez), e com a faxineira Alessandra (Dandara de Morais), que começa a trabalhar na casa-grande da propriedade para vigiá-la. Outra personagem é a madrinha Branca (Magali Biff), desejosa em reviver os dias de glória do engenho.

A partir disso, o filme discute racismo e preconceito, escravidão, religião, o papel histórico das oligarquias existentes praticamente desde a fundação do Brasil e a ascensão dos movimentos sociais.

O longa surgiu de um sonho de Renata Pinheiro, cuja família possui terras na região e um engenho em decadência. No sonho, uma mulher navega num barco à vela em meio a um mar de cana. Em virtude disso, o filme une aspectos históricos e simbólicos, que se destacam nas escolhas do roteiro, da fotografia e da montagem.

O filme estreou no Festival do Rio ano passado, e a carreira internacional começou no festival de Rotterdam, na Holanda. No Festin Lisboa deste ano, festival de cinema da língua portuguesa, recebeu o prêmio principal da crítica.

O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Similar posts

O simbólico e questionador Açúcar Leia mais

Apoio