Notícias

Mostra Paralela de Música do FAM com muito choro, reggae, samba, jazz e MPB


Do choro ao saxofone de uma das maiores instrumentistas do país. A Mostra Paralela de Música do 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul, que sempre embala o festival no final da tarde e no intervalo das sessões da noite, trará este ano a diversidade dos sons produzidos na Ilha de Santa Catarina nas apresentações às 18h30min e 20h30min no hall do Centro de Cultura e Eventos da UFSC, onde acontece o FAM 2018 de 19 a 24 de junho.

No primeiro dia do FAM, da terça-feira, 19, começa um poquco mais cedo, às 18h, a apresentação da Orquestra de Choro Campeche, criada pelo bandolinista Geraldo Vargas a partir de um projeto desenvolvido entre 2013 e 2016 pela Fundação Franklin Cascaes e Secretaria da Cultura de Florianópolis para a disciplina de Prática de Repertório de Choro do Núcleo Campeche da Escola Livre de Música de Florianópolis, é formada por estudantes de música e profissionais que se dedicam a executar as composições clássicas dos principais autores do gênero.

Na quarta-feira, dia 20, se apresentam a cantora e compositora Ariele Locatelli e o baixista Fabio Capellano interpretando canções dos três discos solos de Arielle e também do projeto “Os Cappetelli”, realizado em parceria. Na quinta, dia 21, são duas atrações, a cantora Bianca Maia apresenta seu repertório baseado em covers de novos autores da MPB e composições próprias às 18h30min. Às 20h30, Glaci Pacheco faz um pocket show animado de suas canções acompanhada pela Banda Marola (Roger Corrêa na gaita ponto, Juliano Melego na Percussão, Fernando Xanxa na Guitarra e Raphael Morales no baixo).

Banda de reggae autoral de Florianópolis, formada no final de 2015 por Huri Hammes e Amora Arcenio, o grupo Jamaica Café toca suas composições na sexta-feira, dia 22. No sábado, 23, o ator e cantor Severo Cruz, personagem do documentário Severo Severino, dirigido por Kátia Klock e Marco Martins, na disputa da Mostra de Curtas Catarinense do festival, exibe o seu conhecido estilo performático na interpretação de sambas de raiz. E no domingo, dia 24, no encerramento do FAM 2018, a flautista e saxofonista Silvia Beraldo, ex-Clube da Esquina, professora e pesquisadora de música, mostra todo o seu virtuosismo no jazz e na música brasileira acompanhada pela banda da sua escola, a Compasso Aberto, e do grupo vocal Canto de Lá, dirigido por Denise de Castro.

O 22º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Funcultural, Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, do Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE - , Fundo Setorial do Audiovisual - FSA -, Agência Nacional de Cinema - Ancine - , com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Apoio