Notícias

Três Tipos de Medo e Larfiagem foram os principais vencedores do FAM 2017

Gabi Bresola, diretora de Larfiagem. Foto: Daniel Guilhamet
Gabi Bresola, diretora de Larfiagem. Foto: Daniel Guilhamet

Os curta-metragens Três Tipos de Medo, do mato-grossense Bruno Bini, e Larfiagem, da catarinense Gabi Bresola, foram os principais vencedores do FAM 2017, que se encerrou neste domingo, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC com a exibição do longa-metragem Las Toninas Van Al Este, comédia uruguaia com roteiro e direção de Gonzalo Delgado e Verónica Perrota. O Fórum Audiovisual Mercosul, realizado em paralelo ao festival, teve recorde de público, com mais de mil pessoas participando das palestras, oficinas e encontros realizados desde terça-feira, na Capital.

Filme baseado em fatos reais que conta como três pessoas têm que encarar seus medos após a prisão de um traficante chamado Sapinho na comunidade de Novo Colorado, em Cuiabá, Três Tipos de Medo venceu o prêmio de Melhor Filme do Júri Oficial da Mostra Curtas Mercosul e o de Melhor Ator da Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), pela atuação de Giovanni Araújo.

Além disso, o filme conquistou o prêmio de aquisição do Canal Brasil (troféu, R$ 15 mil e exibição na programação do canal), que tem como objetivo estimular a nova geração de cineastas, contemplando os vencedores na categoria curta-metragem dos mais representativos festivais de cinema do país. No final do ano, Três Tipos de Medo concorrerá ao Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas-Metragens, no valor de R$ 50 mil. O júri deste ano foi composto pelos críticos e jornalistas Andrey Lehnemann (Diário Catarinense), Paulo Clóvis Schmitz (Notícias do Dia), Ed Soul (RBS TV), Mariana Faraco (G1 Santa Catarina) e Barbara Pettres (FAM).

Larfiagem, de Gabi Bresola, que conta a história da estranha língua inventada por crianças e adolescentes que ganhavam trocados, nas décadas de 1950 e 1960, engraxando sapatos e carregando valises na antiga estação de trem de Herval d´Oeste, ganhou os prêmios de Melhor Documentário da Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), e de Melhor Filme do Júri Popular e do Júri Oficial da Mostra Catarinense.

Na Mostra de Curtas (Catarinense e Mercosul), o prêmio de Melhor Atriz foi para Lira Ribas, por sua atuação como cobradora de ônibus em Estado Itinerante, dirigido por Ana Carolina Soares. Rafael Blas ganhou o troféu de Melhor Direção de Arte por Piscina, de Leandro Godinho. Fábio Mello e Alexandre Lunardelli ganharam o troféu de Melhor Trilha Sonora Original por Espaço Móveis Ruídos, dirigido por Bianca Scliar. Fernando Henna e Daniel Turini, ganharam o troféu de Melhor Som por Animais, com direção de Guilherme Alvernaz.

O troféu de Melhor Fotografia foi dado para Adalberto Oliveira e Marlon Meirelles, por Iluminadas, dirigido pela pernambucana Gabi Saegesser. O argentino Joaquim Pedretti, diretor de Distancia, venceu o prêmio de Melhor Montagem. O Melhor Roteiro do FAM 2017 foi para Pedro Paulo de Andrade e Vinicius Vitti, por Hospital da Memória. Diretor do curta, Andrade também recebeu o troféu de Melhor Ficção do Júri Oficial. O prêmio de Melhor Direção foi para Andrea Mendonça, por Ocupação Hotel Cambridge. Procura-se Irenice, de Marco Escrivão e Thiago Mendonça, recebeu o troféu de Melhor Filme do Júri Popular.

Na Mostra InfantoJuvenil, que foi assistida por mais de 3,6 mil crianças desde a sua primeira exibição, na terça-feira, para as que estavam internadas no Hospital Infantil Joana de Gusmão, os prêmios foram para.Meninos e Reis, dirigido por Gabriela Romeu (Melhor Filme do Júri Oficial), No Caminho da Escola (Melhor Filme do Júri Popular) e O Bruxo do Cosme Velho (Menção Honrosa), os dois últimos realizados por alunos da rede municipal de ensino de Vitória, no Espírito Santo.

Na Mostra Videoclipe, novidade no FAM deste anos, o vencedor de Melhor Filme do Júri Oficial foi Adogás, animação dirigida por Henrique Neumann para a música instrumental do trio florianopolitano Skrotes. Caníbal, videoclipe de animação em stop motion para a canção da portorriquenha iLe, dirigido pelo argentino Juan Manuel Costa, ganhou Menção Honrosa.

O vencedor da Mostra Doc-Fam foi O Som dos Sinos, webdocumentário das mineiras Marina Thomé e Marcia Mansur, que resgata a história dos sinos das igrejas brasileiras, tendo como ponto de partida os localizados nas cidades históricas de Minas Gerais. O Prêmio de Melhor Filme do Júri Popular foi para Precisamos Falar Sobre Assédio, de Paulo Sacchetta. E o documentário Guarnieri, ganhador da Menção Honrosa, dirigido pelo Francisco Guarnieri, neto do grande ator e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, foi também premiado pela Recam - Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul com recursos de acessibilidade (cópia acessível a pessoas cegas e com baixa visão, com legenda para surdos e ensurdecidos e janela de Libras).

O Prêmio do Rally Universitário do FAM 2017 foi para o filme Luto, realizado no prazo de 100 horas (criação, roteiro, produção, edição e finalização) pelo grupo 3 formado pelos estudantes Maielle Ramos da Silva (produção), Eduardo Martins Zimmermann (direção), Bruna Nicoletti (fotografia), Victor Toth Uehara (som) e Gersson Salinas Lope (edição).

Para a seleção "Encontro de Produção Cinematográfica", do Projeto Santa Cruz 100x100, foram concedidas quatro bolsas parciais (participação, hospedagem e alimentação) para Victor Toth Uehara, Tatiana Wisniewski, Bruno Foppa dos Santos e
Anne Rafaela Moura. A bolsa especial (participação, hospedagem e alimentação) foi concedida para a estudante argentina Makarena Bordón e a bolsa Integral (participação, hospedagem, alimentação e passagem aérea) para Jackeline Ferreira Fagundes.

O FAM 2017 tem o patrocínio Funcultural/ Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, da Petrobras e do Governo Federal, com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização da Associação Cultural Panvision.

PREMIACÃO - FAM 2017

Seleção "Encontro de Produção Cinematográfica"
Projeto Santa Cruz 100x100
Quatro bolsas parciais - participação, hospedagem e alimentação
Victor Toth Uehara, Tatiana Wisniewski, Bruno Foppa dos Santos e Anne Rafaela Moura

Bolsa Especial - Argentina - participação, hospedagem e alimentação
Makarena Bordón

Bolsa Integral - participação, hospedagem, alimentação e passagem aérea
Jackeline Ferreira Fagundes

RALLY UNIVERSITÁRIO FLORIPA
Prêmio Júri Oficial
Troféu FAMzito
Melhor Filme - LUTO, Produção Maielle Ramos da Silva, Direção Eduardo Martins, Zimermann, Fotografia Bruna Nicoletti, Som Victor Toth Uehara, Edição Gersson Salinas Lope

MOSTRA INFANTOJUVENIL
Prêmio Júri Popular
Melhor Filme - NO CAMINHO DA ESCOLA, direção de alunos da rede municipal de ensino de Vitória (ES)

Prêmio Júri Oficial
Menção Honrosa - O BRUXO DO COSME VELHO, direção de alunos da rede municipal de ensino de Vitória (ES)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Filme - MENINOS E REIS, direção de Gabriela Romeu (Brasil)

Preêmio apoiador**
Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

MOSTRA DOC-FAM
Prêmio Júri Popular
Melhor Filme - PRECISAMOS FALAR DE ASSÉDIO, direção de Paula Sachetta (Brasil)

Menção Honrosa - GUARNIERI, direção de Francisco Guarnieri (Brasil)

Prêmio Júri Oficial**
Melhor Filme - O SOM DOS SINOS, direção de Marina Thomé e Marcia Mansur (Brasil)

Prêmio RECAM
Cópia acessível LSE e Audiodescrição
GUARNIERI, direção de Francisco Guarnieri (Brasil)

MOSTRA VÍDEOCLIPE
Prêmio Júri Oficial
Menção Honrosa - CANÍBAL, direção de Juan Manuel Costa (Argentina, Porto Rico)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Filme - ADOGÁS, direção de Henrique Neumann (Brasil)**

Prêmio Apoiador**
Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

MOSTRA CURTAS - CATARINENSE E MERCOSUL
Prêmio Júri Oficial
Melhor Ator
Giovanni Araújo, por Três Tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Atriz
Lira Ribas, por Estado Itinerante, direção de Ana Carolina Soares (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Direção de Arte
Rafael Blas, por Piscina, direção de Leandro Goddinho (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Trilha Sonora Original
Fábio Mello e Alexandre Lunardelli, por Espaço Móveis Ruídos, direção de Bianca Scliar (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Som
Fernando Henna e Daniel Turini, por Animais, direção de Guilherme Alvernaz (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Fotografia
Adalberto Oliveira e Marlon Meirelles, por Iluminadas, direção de Gabi Saegesser (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Montagem
Joaquim Pedretti, por Distancia, direção de Joaquin Pedretti (Argentina)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Roteiro
Pedro Paulo de Andrade e Vinicius Vitti, por Hospital da Memória, direção de Pedro Paulo de Andrade (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Direção
Andrea Mendonça, por Ocupação Hotel Cambridge

Prêmio Júri Oficial
Melhor Ficção
Hospital da Memória, direção de Pedro Paulo de Andrade (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Documentário
Larfiagem, direção de Gabi Bressola (Brasil)

MOSTRA CURTAS MERCOSUL
Prêmio Júri Popular
Melhor Filme
Procura-se Irenice, direção de Marco Escrivão e Thiago B. Mendonça (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Filme
Três tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)**
Prêmio Apoiador**
Para Melhor Filme pelo Júri Oficial

MOSTRA CATARINENSE
Prêmio Júri Popular
Melhor Filme - Larfiagem, direção Gabi Bressola (Brasil)

Prêmio Júri Oficial
Menção Honrosa - Cinco5, direção Camila Arriaga Torres (Bolívia, Brasil, Colômbia, Paraguai e Peru)

Prêmio Júri Oficial
Melhor Filme - Larfiagem, direção Gabi Bressola (Brasil)**

Prêmio Apoiador**
Para Melhor Filme pelo Júri Oficial
ITAPEMA FM
Troféu Institucional
ÁGUA SANTA RITA
Troféu Institucional

Festival Oberá
Participação no Festival em caráter competitivo

JÚRI CANAL BRASIL
Três tipos de Medo, direção de Bruno Bini (Brasil)
*Prêmio aquisição no valor de 15 mil reais

**Prêmio Apoiador
Naymar/CiaRio - Locação de Equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria
O2 Pós - Correção de Cor
Mistika - Delivers
CineColor - Mixagem
Adobe - Assinatura de 1 ano da Adobe Creative Cloud

 

Apoio