Notícias

Presidente da FCC anuncia R$ 6,8 milhões para o Edital da Cinemateca Catarinense na abertura do FAM 2017

Abertura do FAM 2017 no auditório Garapuvu
Abertura do FAM 2017 no auditório Garapuvu

O presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Rodolfo Pinto da Luz, anunciou durante a abertura do 21º Florianópolis Audiovisual Mercosul, nesta terça-feira, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, que o Edital da Cinemateca Catarinense deverá ser lançado no final de julho, com um total de R$ 6,8 milhões, metade dos recursos do Fundo Setorial do Audiovisual da Ancine e o restante da contrapartida do Funcultural, a ser dividido entre as categorias participantes.

Rodolfo Pinto da Luz lembrou também que as inscrições do Prêmio Elisabete Anderle encerram-se no próximo dia 26 de junho (até agora 1.300 projetos já foram inscritos) e que até o final do ano deve ser concluída a análise das obras do edital da Cocali, para aquisição de livros de autores catarinenses para as bibliotecas do Estado.

“O avanço que está acontecendo depende do esforço de cada um. Como podemos ver aqui no FAM, que lembro de termos participado desde o seu início, em 1997, ainda pequeno, e hoje adquiriu esta dimensão, em virtude da persistência de toda a equipe envolvida no festival ao longo dos anos. Essa continuidade é um exemplo de como Florianópolis se tornou não só a capital turística do Mercosul, mas também a capital do cinema”, disse.

O diretor-geral do FAM 2017, Antonio Celso dos Santos, agradeceu a presença do público que lotou o auditório Garapuvu destacando o momento difícil que a cultura do país atravessa. “No momento em que o cinema e o audiovisual no Brasil, por meio do Fundo Setorial gerido pela Ancine possibilita um maior número de produções, o Brasil não pode estabelecer acordos de coprodução em bloco no âmbito do Mercosul. A OMC, comandada pelo grande irmão do Norte (Estado Unidos), só permite a realização de acordos bilaterais”, afirmou Celso.

A vice-reitora da UFSC, Alacoque Lorenzini Erdmann, disse que a universidade se sentia orgulhosa de mais uma vez receber do FAM, segundo ela, uma oportunidade de se reconhecer a importância da cultura e da arte em sua capacidade vital de formar cidadãos capazes de refletir criticamente sobre o que está acontecendo hoje no país.

Antes da exibição do primeiro dia da Mostra Curtas Mercosul, foi realizado o sorteio dos atores entre as equipes que participam do 1º Rally Universitário Floripa.

O FAM 2017 tem o patrocínio Funcultural/ Fundação Catarinense de Cultura, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Governo do Estado de Santa Catarina, da Petrobras e do Governo Federal, com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização da Associação Cultural Panvision.

Apoio