Notícias

Curta-metragem receberá Prêmio Recam de acessibilidade no FAM 2021


O Prêmio Recam, da Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul, que concede uma cópia acessível a filmes exibidos em festivais da região, será entregue a um curta-metragem, entre os exibidos na Mostra Curtas, Mostra Infantojuvenil e Curtas Catarinense nesta 25ª edição do Florianópolis Audiovisual Mercosul - FAM 2021.

A premiação consiste em fornecer serviços para que os filmes sejam acessíveis a cegos ou com baixa visão, surdos ou com deficiência auditiva e inclui audiodescrição, janela de Libras (Língua Brasileira de Sinais), legendas em português e espanhol para pessoas surdas e ensurdecidas, além da exibição nas salas digitais Recam.

O prêmio já foi entregue no FAM aos documentários "5 vezes Chico - O Velho e sua gente", de Gustavo Spolidoro, em 2016, "Guarnieri", de Francisco Guarnieri, em 2017, e "Desarquivando Alice Gonzaga", de Betse de Paula, em 2018. O curta “Vivi Lobo e o Quarto Mágico”, de Isabelle Santos e Edu MZ Camargo, recebeu a premiação em 2019, ano que o FAM mais investiu em acessibilidade, quando foram disponibilizados mais de 50 equipamentos de audiodescrição e janela de Libras para as sessões de cinema no Cine Show do Beiramar Shopping.

Em 2015 o FAM também exibiu o longa-metragem acessível, "Campo Grande", de Sandra Kogut, que recebeu o prêmio no Festival de Mar del Plata, na Argentina.

O Brasil ocupa a presidẽncia temporária da Recam este ano, por meio da Secretaria Nacional do Audiovisual.

O 25º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o patrocínio do Sebrae e é uma realização da Associação Cultural Panvision e Muringa Produções Audiovisuais.



Parceiros