Notícias

FAM 2020 foi acessado em todo continente sul americano



Pela primeira vez on-line a 24ª edição do Festival de Cinema Florianópolis Audiovisual Mercosul teve mais de 45 mil acessos nas 67 atividades realizadas


Respeitando o calendário internacional de festivais de cinema e mantendo a data anunciada em 2019 mesmo com todas as adversidades do ano, o 24ª Florianópolis Audiovisual Mercosul - FAM 2020 foi realizado de 24 a 30 de setembro totalmente on-line, acessado em todos os países da América do Sul. "O FAM 2020 manteve seu propósito da valorização da obra audiovisual latino-americana e dos profissionais, inovando com a realização do Festival inteiramente em ambiente on-line, acessado em todo o continente sul-americano com geração de receita", diz a diretora de programação Marilha Naccari.
Conhecido internacionalmente por aproximar e conectar os profissionais da área, o FAM 2020 confirmou o seu papel mesmo neste ano de pandemia, unindo de forma on-line quem produz, distribui e assiste o conteúdo audiovisual. "Sempre valorizamos essa conexão entre produtores, distribuidores e o público. Fizemos isso neste ano mesmo em formato on-line que precisa ser avaliado, mas que veio para ficar", diz o diretor-geral Antonio Celso dos Santos.

Produção em tempo recorde
O FAM 2020 foi produzido em apenas 21 dias, tempo recorde para a realização de um Festival de cinema devido a questões financeiras e falta de patrocínio. As incertezas do ano fizeram a organização optar por um financiamento coletivo que durou 60 intensos dias, mas que não alcançou a meta mesmo com 600 apoiadores. Todo o valor arrecadado foi devolvido, visto que a campanha era em formato "tudo ou nada".
Os 600 apoiadores, a equipe, os parceiros e também as empresas apoiadoras Celesc e Engie, deram força e ânimo para a organização seguir com o planejado. “Foi um árduo ano, mas colocamos o FAM no ar em tempo recorde. Este é um ano difícil pela pandemia, o Brasil está numa situação preocupante do ponto de vista político, social, econômico, principalmente quanto à direção e continuidade das políticas culturais e a retração da economia gerou dificuldades de apoio pelas empresas”, explica Marilha.
O 24ª Florianópolis Audiovisual Mercosul foi produzido com a Lei de Incentivo à Cultura, apoio Celesc e Engie, com patrocínio do Prêmio Catarinense de Cinema, Fundação Catarinense de Cultura, Governo do Estado de Santa Catarina, BRDE, FSA, Ancine, e realização da Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.

Pioneiro
Em 2020, o FAM mostrou mais uma vez o seu pioneirismo. Com 67 atividades realizadas em formato totalmente on-line - entre 26 sessões de cinema programadas, 6 palestras, 6 painéis, 6 debates, 15 lives, oficina, Cartilha Luz, Câmera, EducaAção, Rally Universitário Floripa, Encontro de Coprodução do Mercosul, Laboratório, Maratona, Biblioteca de Projetos e Biblioteca de Pitchings - exibidos em multiplataformas.
As sessões foram planejadas respeitando profundamente o futuro ou a carreira do filme, com limite de 300 visualizações (público de uma grande sala de cinema) e bloqueio de localização, podendo ser acessadas somente nos países que compõem a América do Sul. "Somos pioneiros em trabalhar com a presença do festival em todo o continente sul americano. Escolhemos trabalhar com geo-blocking (bloqueio geográfico) para o continente sul americano, para não nos distanciarmos do nosso propósito de aproximação dos profissionais e público internacional neste ano de pandemia e é claro que também respeitando as produções sem prejudicar a carreira do filme", explica Marilha.

Festival Internacional
O FAM 2020 recebeu 844 inscrições e foram selecionados 46 filmes para as Mostras Competitivas e Convidados: Mostra Longas Ficção (6), Mostra DOC-FAM (4), Mostra Curtas Mercosul (12), Mostra Curtas Catarinense (6), Mostra Infantojuvenil (6), Convidados Catarinenses (8), Videoclipe (6), Work in progress (6). Entre produções e coproduções de ao todo 12 países: Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela, Espanha, México, Noruega e Índia. Completaram a programação cinco videoclipes produzidos no Rally Universitário Floripa e mais duas produções na Mostra Convidados, totalizando a exibição de 59 filmes. "Reafirmo que foi a seleção mais difícil dos últimos tempos. A Mostra Curtas tradicionalmente é que recebe maior número de inscritos, este ano 534 produções foram inscritas. Tivemos na nossa programação estreias mundiais e obras que se consagraram entre o período de inscrições e o encerramento do festival", destaca Marilha.

Conteúdo Internacional
Além de filmes de 12 países, o FAM 2020 também trouxe mais de 10 horas de conteúdo internacional em palestras e encontros. O Encontro de Coprodução do Mercosul teve na programação as Palestras Internacionais: "Conhecendo Ibermedia", com o diretor técnico Victor Sanchez (Espanha), "World Cinema Fund", com Isona Admetlla (Alemanha), "BAM/ProImágens" com Juliana Ortiz e Silvia Echeverri Botero (Colômbia), além do encontro "Festivais Latinos", com a participação de Felipe Aljure (Festival Internacional de Cinema de Cartagena/Colômbia), Alejandro Fuentes (FENAVID/Bolívia), Claudio Pereira Navarro (FICVIÑA - Festival Viña del Mar/Chile) e Ilda Santiago (Festival do Rio).
Uma ação brasileira, a cartilha "Show me the fund", iniciativa do Projeto Paradiso, Bravi e Cinema do Brasil teve o lançamento de sua 4ª edição no FAM, trazendo a descrição de mais de 50 fundos Internacionais para os produtores do país.
Outro destaque foi o Primeiro Crossover de mercados com o Bolivia Lab, atividade inédita que reuniu todos os projetos de filmes e séries participantes dos laboratórios de formação ECM Lab, do FAM, e do Bolívia Lab em um encontro on-line, via Zoom. Foram mais de 40 participantes apresentando seus pitchings em 1 minuto.
E no Rally Universitário, o time de tutores contou com o documentarista boliviano Iván Molina e nas palestras, com a argentina Anita Remón (edição e montagem), o uruguaio Marcos Hecht (produção), a cubana Olivia Hernández (captação e edição de som).

Fortalecimento do Mercado Audiovisual do Continente
O 4º Encontro de Coprodução Mercosul - ECM 2020 teve como novidade o LAB, laboratório de projetos durante todo o mês de setembro. Foram 37 inscrições de 11 países, 12 projetos foram selecionados e passaram por diversas consultorias com 12 profissionais: os produtores Agustina Chiarino - Mutante Cine (Uruguai), Leonardo Mecchi - Enquadramento Produções (Brasil), Gabriela Sabaté - Sabaté Films (Paraguai), os agentes de vendas Claudia Rodriguez - Preciosa Media (Colômbia), Lidia Damatto - Figa Films (EUA), Denise Jancar - Promovere (Brasil), Lucia Meik - Meikincine (Argentina), e ainda os canais de TV (Canal Brasil), distribuidora (Vitrine Filmes) e os festivais (Festival Internacional de Cinema de Cartagena, Festival do Rio e o mercado Bolivia Lab.
Ao todo, o ECM contou com 22 players - Figa Films, Preciosa, Promovere, Meikincine, Vitrine, Canal Brasil, Enquadramento Produções, Sabaté Filmes, Mutante, Festival de Cartagena, Bolivia Lab, Festival do Rio, Telecine, Prime Box Brazil, Elo Company, Films Boutique, Salón de Cali, Boulevard Filmes, ViaCom, Cinebrasil, Latido Films e HBO LatAm.
O ECM + LAB encerrou com 24 pitchings, mais de 100 reuniões one to one e seis projetos premiados, além de quatro palestras: o lançamento da 4ª edição do Show me the fund, Ibermedia, World Cinema Fund, BAM/ProImágens, Festivais Latinos e o primeiro crossover de mercados com o Bolivia Lab.
"Manter a relação, o contato com os profissionais da cadeia produtiva do audiovisual do Mercosul sempre é o nosso objetivo e nesse ano de pandemia não poderia ser diferente. Cada um na sua casa, na sua cidade, no seu país, mas juntos trocando ideias, fazendo network, e uma surpresa, todos os participantes expressaram a vontade de em 2021 estarem presentes em mais uma edição do ECM", comemora o diretor de produção Tiago Santos.
O ECM teve a parceria do Salón de Cali (Colômbia), Mendoza Film Lab (Argentina) e Entre Fronteras e é uma produção da Associação Cultural Panvision e Muringa Produções Audiovisuais, com o apoio institucional da LatAm Cinema, BRAVI - Brasil Audiovisual Independente, Brazilian Content e Floripa Convention / Floripa Film Commission.


Mostra Infantojuvenil
A Mostra dedicada aos jovens se estendeu e foi realizada até o dia 9 de outubro com a participação de 50 instituições de ensino a maioria da Grande Florianópolis, com mais de 4 mil acessos gratuitos aos estudantes, principalmente de escolas públicas. Além disso, neste ano também foi desenvolvido um material de apoio aos educadores, as cartilhas "Luz, Câmara e Educa-AÇÃO", para abordarem em sala de aula os diversos temas dos seis filmes de forma lúdica e reflexiva, através de proposta prática e inclusiva.

Público
Foram 45.419 acessos aos conteúdos da 24ª edição do Florianópolis Audiovisual Mercosul. No espaço de transmissão on-line do festival, a plataforma innsaei.tv, foram mais 14 mil visualizações, sendo mais de 5 mil ingressos únicos utilizados. Para se ter uma ideia, as 26 sessões planejadas tiveram em média 195 pessoas por sessão. Além desse número, mais de 4 mil estudantes participaram da Mostra Infantojuvenil até dia 9 de outubro.
Nos eventos transmitidos nas redes sociais, palestras formativas e oficinas foram 27.139 acessos.

Público Internacional
Em formato totalmente on-line as sessões de cinema do FAM 2020 foram acessadas por todos os países da América do Sul. O conteúdo das redes sociais confirma os dados da plataforma e amplia os acessos para o continente europeu e toda a América.

Top 5 países
Brasil, Argentina, Paraguai, Colômbia e Peru.

Brasil
No Brasil, as sessões de cinema do FAM 2020 foram acessadas por 325 cidades diferentes.

Top 5 estados brasileiros
Santa Catarina, São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e Paraná

Top 5 visualização por estados

São Paulo: 46 cidades
Santa Catarina: 45 cidades
Minas Gerais: 25 cidades
Pernambuco: 19 cidades
Rio de Janeiro: 16 cidades

Top 5 cidades de SC
Florianópolis, Chapecó, São José, Palhoça e Laguna


Os filmes mais assistidos

Mostra Longas Ficção
King Kong em Assunción, Loop (ambos com sessões esgotadas) e Pureza

Curtas
Pequeña, Sanguíneo e Bença

Convidados
As Rendas de Dinho, Homens Pink e Doidos de Pedra

Filmes com acessibilidade
Na programação do FAM 2020 havia 18 filmes com acessibilidade e a plataforma registrou 265 acessos a estes conteúdos. Da Cor do Céu sem nuvem e Baile foram assistidos com todas as acessibilidades. As Rendas de Dinho foi acessado com Libras e Legendagem para Surdos e Ensurdecidos - LSE. Todos os filmes da Mostra Infantojuvenil foram assistidos com Libras.

Alcance Redes Sociais
Somente no mês de setembro, as redes sociais do Festival tiveram um alcance orgânico de mais de 1,6 milhão de pessoas, com engajamentos únicos de mais de 170 mil interações e os vídeos gravados foram assistidos mais de 35 mil vezes.

Mídia espontânea
O alcance de mídia espontânea do Festival representou mais de R$ 1,5 milhão em veiculação em rádio, televisão, jornal impresso e web nacional e internacional. São quase 500 notas, matérias e reportagens publicadas em meios de comunicação como Estadão, Correio Braziliense, Revista de Cinema, Tela Viva, CBN Diário, Joven Pan, Diário Catarinense, Notícias do Dia, Canal Brasil, LatAm Cinema e Telepacífico.

Ingressos distribuídos gratuitamente
Neste percurso na realização do FAM o ano de 2020 foi de reinvenção, prática que que ocorre desde a edição passada quando a organização criou um novo desafio ao Festival, a formação de plateia com geração de receitas para os filmes latino-americanos e o estabelecimento desta cinematografia de grande qualidade nas salas de cinema comerciais. Os ingressos este ano foram vendidos de forma simbólica no valor de R$ 5,00 ou um "full pass", no valor de R$ 50,00.
Porém, mantendo o compromisso de distribuição de ingressos, o FAM 2020 distribuiu mais de 5 mil ingressos gratuitos, divididos em: 250 acessos completos aos filmes das 26 sessões, 100 acessos para o canal de acessibilidade com 24 filmes, 4.000 ingressos Mostra Infantojuvenil, 1.200 ingressos para os 600 Benfeitores, 108 ingressos aos apoiadores e patrocinadores, totalizando 5.658 ingressos distribuídos gratuitamente.

Geração de renda
Organizar um festival do tamanho do FAM exige muito planejamento, uma equipe engajada e prestadores de serviço de qualidade. Este ano, mesmo em formato on-line e limitado chegamos ao número de 139 profissionai envolvidos diretamente com o FAM, entre equipe, palestrantes, realizadores, selecionadores e prestadores de serviço que foram remunerados.

 

Parceiros

Famdetodos Patrocinio