Histórico

Em 1997, a Panvision deu vida ao FAM, festival que se consagrou como um dos acontecimentos audiovisuais mais importantes do Sul do Brasil e que agora celebra sua 20ª Edição. Em todos esses anos, o FAM conquistou o reconhecimento do público e da classe pelo trabalho de difusão cultural das diversas cinematografias do Brasil e dos países do Mercosul.

A história do FAM é uma história de sucesso, de ineditismo e de um constante aperfeiçoamento dos canais de comunicação entre público e profissionais do setor audiovisual no Brasil e nos países do Mercosul. Um dos pilares do FAM é o Fórum Audiovisual do Mercosul criado para discutir políticas para o desenvolvimento do setor nos países que constituem o bloco.

O objetivo de fomentar a formação de público, difundir obras inéditas e viabilizar o debate de temas da plataforma audiovisual tem sido plenamente atingido. Mais do que isso, a cada ano aumenta a procura do público e a participação de cineastas, diretores e produtores do mercado audiovisual que atuam no Brasil e nos países do Mercosul.

Conheça um pouco da nossa história:

 2005 - O longa-metragem Cabra Cega, de Toni Venturi, abriu o 9º Florianópolis Audiovisual Mercosul com o auditório lotado. A mostra de longas daquele ano destacava-se pela predominância de temas políticos. Completamente incorporado ao circuito nacional de festivais brasileiros, o FAM 2005 atraiu um público recorde de mais de 10 mil pessoas. Esta soma representa muito para o evento, que há nove anos trabalha pela difusão cultural dos países do Mercosul e aliados e pela formação de público. O longa-metragem Araguaya - Conspiração do Silêncio, de Ronaldo Duque, precisou ser exibido em sessão extra, tamanha a fila que ficou de fora do Teatro do CIC. As sessões da Mostra Curtas Mercosul também atraíram um público grande, estando sempre lotadas. Um dos destaques da programação especial foi a mostra de filmes de Córdoba, importante pólo de produção argentino. O Fórum Audiovisual Mercosul debateu os desafios e aspectos fundamentais para a organização da economia do setor, entre vários outros temas. Foi criada nesta edição a Coalizão Brasileira pela Diversidade Cultural (CBDC).

Apoio