Histórico

Em 1997, a Panvision deu vida ao FAM, festival que se consagrou como um dos acontecimentos audiovisuais mais importantes do Sul do Brasil e que agora celebra sua 20ª Edição. Em todos esses anos, o FAM conquistou o reconhecimento do público e da classe pelo trabalho de difusão cultural das diversas cinematografias do Brasil e dos países do Mercosul.

A história do FAM é uma história de sucesso, de ineditismo e de um constante aperfeiçoamento dos canais de comunicação entre público e profissionais do setor audiovisual no Brasil e nos países do Mercosul. Um dos pilares do FAM é o Fórum Audiovisual do Mercosul criado para discutir políticas para o desenvolvimento do setor nos países que constituem o bloco.

O objetivo de fomentar a formação de público, difundir obras inéditas e viabilizar o debate de temas da plataforma audiovisual tem sido plenamente atingido. Mais do que isso, a cada ano aumenta a procura do público e a participação de cineastas, diretores e produtores do mercado audiovisual que atuam no Brasil e nos países do Mercosul.

Conheça um pouco da nossa história:

 2002 - A sexta edição do FAM foi premiada com a mostra de filmes da Galícia. O auditório da justiça Federal, antigo cinema Cecontur, onde foi realizada a mostra, gratuita, foi pequeno para tanto público. Lotação esgotada todos os dias. Havia produções brasileiras, peruanas, argentinas, uruguaias, chilenas e bolivianas. Entre os nacionais a imprensa destacou a exibição do premiado filme Netto Perde sua Alma, primeiro longa-metragem dos diretores Tabajara Ruas e Beto Souza; e O Invasor, de Beto Brant. Pela primeira vez a Mostra Curtas Mercosul e a Mostra de Vídeos do Mercosul foram competitivas. Entre os catarinenses, foi exibido o curta-metragem Novembrada, de Eduardo Paredes.O encontro dos pólos cinematográficos reuniu representantes de nove estados (RS, SC, PR, SP, Rj, ES, CE, PE e PA). O Fórum Audiovisual Mercosul discutiu a abertura das fronteiras para o trânsito livre de filmes dos países do cone sul e a possibilidade de criação de uma Agência de Cinema do Mercosul. Entre as presenças ilustres: Roberto Farias, Daniel Herz e Fernando Solanas.

Apoio