Entrevistas

Alina Hleap: “O que estamos fazendo aqui é unir a América Latina”

Foto Sabrina Nicolazzi
Foto Sabrina Nicolazzi

Este ano, o FAM registra uma grande participação da Colômbia, nos projetos do 3º Encontro de Coprodução do Mercosul, com filmes nas mostras competitivas do festival e a presença de estudantes colombianos no Rally Universitário. Representante do Conselho Nacional de Artes e Cultura Cinematográfica da Colômbia e do Salón de Productores e Proyectos do Festival Internacional de Cine de Cali, Alina Hleap é produtora, e veio ao FAM em 2018 também, com o filme La Sargento Matacho.

FAM 2019 – São muitos projetos de Cali no FAM?

Alina Hleap
- Temos cinco projetos de Cali aqui, Garua, Las Hojas del Poder, Procurando Lilian, Bien Inmueble e Desarraigo, dos quais três tiveram entrada direta, ou seja, foram premiados no Salón. Um deles, Garúa, entrou em coprodução com a produtora de Florianópolis Muringa Produções Audiovisuais e o outro entrou posteriormente pela seleção de séries. Ou seja, para os produtores é um orgulho muito grande e esperamos levar outros projetos daqui para lá.

FAM – Como funciona o Salón de Cali?

AL -
É um salão de produtores e projetos cinematográficos. Um espaço de indústria, para fortalecer os projetos de Cali e da região. Há projetos de toda a Colômbia, porém basicamente são dessa região, pois estamos fortalecendo nossas instâncias do audiovisual, de maneira que busca-se apoiar os projetos em desenvolvimento, que são cerca de 23 no momento e todos estão adiantadas, alguns têm prêmios inclusive. Já foram mais de 200 mil dólares em prêmios.

FAM - Os produtores da Colômbia vieram por meio de um Fundo, certo?

AL -
Sim, na verdade eu vim pelo CNACC, sou representante do Conselho Nacional de Artes e Cultura Cinematográfica da Colômbia e o Fundo de Desenvolvimento Cinematográfico possui uma seção para a participação em eventos internacionais, o que nos ajuda com a passagem e o alojamento. É a primeira vez que viemos ao FAM com esse Fundo.

FAM – Como te parece a integração regional proporcionada pelo FAM?

AL -
O que estamos fazendo aqui é unir a América Latina. Ontem jantei com o diretor de BoliviaLab, então os nossos projetos vão se tornar conhecidos em todas as regiões, pois também me encontrei com pessoas de Montevidéu e de outros eventos. O que eu busco é que sejam feitas muitas coproduções.

O 23º Florianópolis Audiovisual Mercosul tem o investimento do BRDE, FSA, Ancine, com realização da Associação Cultural Panvision, Muringa Produções Audiovisuais, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Pátria Amada Brasil, Governo Federal.

 




Parceiros